Sábado, 16 de Abril de 2016

Love Leters I

 

A noite é triste sem ti meu amor!...

 As saudades apertam sempre que olho à minha volta e não te encontro..

 O que eu dava para te ter aqui à minha beira, fazer parte do teu dia, dos teus momentos bons e menos bons, da tua

família...

Dou por mim a pensar como será fazer parte do teu dia a dia,da tua rotina ?

O quanto não deve ser bom estar em casa e ao final do dia, poder ouvir o som da fechadura a rodar e depois te poder

contemplar...

Seria tão fácil fazeres-me feliz, era preciso tão pouco..O meu maior orgulho é ser a tua mulher, passar na rua do teu

lado e todos saberem que sou tua, que és meu!

 

Como é que a vida pode ser tão cruel, ao ponto de nos unir, para estarmos afastados? Será isso possível? Acontecer algo para depois de nada servir??

Não! Não poderá ser possível, a vida não nos pode só ter reservado uma, duas vezes por ano, para podermos dizer ao ouvido um do outro “que és tudo para mim”.. que te amo muito”...

 

As lágrimas que choro por ti, derramaria-as de novo vezes e vezes sem conta, porque de todas as vezes que choro por ti quer dizer que estivemos juntos! 

Sim, não são lágrimas de dor, são lágrimas de paixão, de saudade, de amor...

Doí a alma não te poder dizer, neste momento, que és a minha luz! És tudo o que sempre sonhei!

 

Tenho o teu cheiro em mim, e o teu olhar e sorrisos gravados na minha mente...quando te vou poder abraçar? Diz-me!...

Porque odeio ter de esperar, ter de contar dias, horas e minutos que nunca passam para te poder abraçar, e depois quando te abraço, tudo parece acabar lá fora, e esses malditos segundos que até à pouco não passavam, agora giram de tal maneira que jamais os posso parar!

Sim queria parar o tempo quando estou nos teus braços, porque é neles que me sinto segura, que me sinto eu!

 

Porque te vás meu amor e contigo levas-me também? Sempre que te vais a minha vida passa sem sentido, e só volto a viver no dia do teu regresso... sempre que partes a dor é tão grande que parece ferir o meu peito, a voz torna-se trémula e os meus olhos pequenos demais para enxergar o avião que te leva...

 

Volta! Não digas nunca mais que “não é um adeus, é um até já”, eu quero é que digas que é um pr'a sempre!

Vem para os meus braços, deixa-me dizer que te amo, porque de todas a milésimas vezes que já to disse, acho que não foi suficiente para mostrar um pouquinho daquilo que sinto por ti!

 

“O facto de tu existires é suficiente para suportar a dor de não estar contigo”... oh amor mas doí, doí saber que não sou eu quem vés todos os dias ao acordares.. não sou eu por quem chamas, nem quem beijas, ou sentes o cheiro da pele, não sou eu ...

 

És tão especial, especial demais para que uma simples carta seja sequer merecedora de te mencionar, tudo o que aqui diga jamais será o que na realidade é! Porque sim! És tu o tal!

 

Meu querido menino se tu soubesses.. se soubesses...

 

Maria - a Tua!

 

 

 

publicado por Maria às 17:32

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Quando tu Amas Alguém!

. Meu porto de abrigo!

. Eu lembro-me!

. Quando nos doí a alma.

. 2017 Resolutions....

. A Blue Christmas.

. Na folha do papel .

. Nova Paixão Versus Grande...

. Era bem mais fácil!

. Love Leters I

.arquivos

. Setembro 2017

. Maio 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Agosto 2016

. Abril 2016

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds